O álbum Wargate

 em Wargate

Se tem algo que nos orgulhamos, é nosso álbum.

Não só pelo trabalho em si – e olha que deu trabalho -, mas por chegar onde poucas bandas chegaram.

Há uma porrada de bandas no mercado que em sua grande maioria interpretam covers de seus ídolos – não desmerecendo o trabalho de nenhuma delas, a Wargate também iniciou dessa forma e o fazemos até hoje com muito orgulho. Há ainda bandas que compõem e tocam seu som autoral, mas acabam no esquecimento pois não conseguiram registrar seu próprio álbum. Essa é uma linha tênue que a maioria das bandas nacionais tem dificuldade de cruzar, não por falta de capacidade ou qualidade, mas acreditamos pelo comprometimento que isso requer.

Quando iniciamos a Wargate, lá em 2007, nós já almejávamos algo maior, e esse maior todos nós já sabíamos o que era. O desejo era coletivo e nos empenhamos para isso, mesmo assim não foi fácil.

Se for listar os problemas, ninguém lê mais esse post, mas acreditamos que alguns deles foram oportunos para nos fortalecer ainda mais e aumentar o desejo de poder dizer “nós conseguimos”.

Compusemos tudo em cerca de nove meses, gravamos a bateria no Piccoli Studio em Campinas/SP, e as cordas planejamos gravar em nossas residências pra economizar. Não gravamos duas músicas e o Semonides teve que se ausentar à trabalho por quase um ano. Quando ele regressou, mal conseguimos ficar juntos dois meses e o Daniel Bratfich sofre acidente no trabalho – mais seis meses. Quando voltamos ao estúdio quase três anos depois para gravar as vozes, o técnico de som nos disse “vocês ainda existem?”. Finalizamos com mixagem na Itália.

Nosso álbum está aí, lançado em dezembro de 2011 e nos orgulhamos disso.

Adquira nosso álbum nos formatos físico ou digital.

Ouça o álbum Wargate pelo Spotify

Destaques na mídia especializada

Comentários

comments

Postagens Recentes